Arquivo do mês: janeiro 2012

A SOMBRA DO SÚCUBO

Você conhece Georgina Kincaid?

 

Todos nós temos alguma coisa do nosso passado da qual não nos orgulhamos, atire a primeira pedra quem pode dizer que possui uma história de vida impecável. Mas quando se é um súcubo, os arrependimentos tomam dimensões de centenas de anos.

 

Georgina Kincaid é um súcubo que enlouquece os homens e que não se orgulha de seu passado. Ela sempre tentou não fazer (tanto) mal ao mundo, para o desgosto de seus chefes infernais.

 

Com o casamento de Seth e Maddie – seu grande amor e sua melhor amiga – e a chegada suspeita de um novo súcubo na cidade, Georgina é obrigada por forças estranhas a enfrentar seus erros do passado e os sonhos escondidos que alimenta.

 

Será que ela pode sobreviver à própria vida?

 

 SOBRE A AUTORA

 

 Richelle Mead escreve para jovens e adultos que amam o mundo sobrenatural. O calor do súcubo é o quarto livro da série, da qual fazem parte também A canção do súcubo, O poder do súcubo e O sonho do súcubo. Também pela Planeta, integrou a coletânea Imortal – Histórias de Amor Eterno. Sua obra é publicada no Reino Unido, na Alemanha, na França, na Espanha e na Rússia. Atualmente mora em Seattle com o marido e seus quatro gatos.

 

 OUTROS TÍTULOS DA SÉRIE

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Georgina Kincaid, Richelle Mead, Série Súcubo, Súcubo

Entrevista com Carly Phillips

1 – Como você descobriu que queria ser uma escritora?

Foi quando eu estava em casa com um bebê com cólica (minha filha mais velha), eu lia romances para aliviar o estresse da maternidade. Os livros realmente ajudaram a manter a minha sanidade (risos) e não demorou muito para que eu começasse a tentar escrever meus próprios romances. Com o apoio do meu marido eu escrevia de acordo com os horários do bebê… dez manuscritos e sete anos depois eu vendi meu primeiro livro! Eu sabia que adorava ler romances e ver finais felizes nos livros, então foi uma coisa natural querer começar a escrevê-los.

2 – Por que escolheu escrever romances para mulheres?

Eu não penso na escrita em termos de escrever “para mulheres”. Como eu disse na pergunta anterior, tinha mais a ver com ler e escrever o que eu amava: os personagens se apaixonando e vivendo felizes para sempre. Esse sempre foi o meu objetivo.

3- Como é trabalhar em casa?

Existem coisas boas e ruins de se trabalhar em casa, mas eu não trocaria por nada. É ótimo poder organizar meu tempo, ser responsável comigo mesma e saber qual é o prazo de um livro, fazendo um cronograma comigo para que aconteça. E claro, usar moletons e leggings e estar confortável o dia todo é muito bom! A parte ruim é que a “vida real” se intromete.  Filhos doentes, cachorros, amigos, pessoas que não entendem que “sim, eu ESTOU trabalhando”.  Frequentemente quando eu digo, “hoje planejo escrever o dia todo” é quando nada fica pronto. E se eu acho que o dia está cheio demais para escrever, é aí que acabo conseguindo uma horinha e faço mais do que nunca em um dia livre. Mas eu amo isso, sou muito sortuda.

4 – Você tem algum ritual antes de escrever?

Não especificamente. Eu escrevo no meu escritório, um quarto com uma poltrona reclinada no canto. Eu consigo ficar confortável lá e fazer muita coisa. Não sou muito supersticiosa, então só escrevo. Com certeza devo ter algum jeitinho característico para fazer as coisas, mas não consegui notar ainda.

5 – Por que seus livros fazem tanto sucesso? Qual é o segredo?

Não sei dizer ao certo, só sei que sou muito sortuda por poder fazer aquilo que amo! Eu amo ler e escrever romances e tento dar uma leitura emocionalmente satisfatória para os leitores do começo ao fim. Sei que não dá pra agradar todo mundo o tempo todo, mas o que eu escrevo vem do coração. É o que posso fazer!

6 – De onde sai a inspiração para seus livros?

De todo lugar! Às vezes é um artigo em uma revista, algo que vi em um programa de televisão, às vezes é só a minha imaginação. A inspiração vem de todos os lugares, e às vezes dos menos esperados.  

7 – Qual foi a sensação de ter o seu nome no The New York Times?

Foi fantástico. Naquele momento eu já havia sido escolhida pela Kelly Ripa para seu programa de televisão ao vivo (um bookclub em 2002 – com o livro “O bom partido”)
e tantas coisas maravilhosas estavam acontecendo, que era difícil de acreditar. Eu sabia o quanto era (e ainda sou) afortunada já que existem tantos autores talentosos!

8 – Gostaria de saber se Roman, Rick e Chase foram baseados em pessoas reais.

Não, infelizmente Roman, Rick e Chase são personagens inteiramente fictícios.

 9 – E a Raina, ela se parece com alguém que você conhece?

De novo, não. Raina é ficcional – e única – eu não conheço nenhuma mãe que iria a tais extremos para casar seus filhos. Mas eu acho que isso é o que faz ser tão divertido escrever um romance. Eu posso criar situações e desenvolvê-las com personagens, é ótimo!

10 – O que você achou das capas dos seus livros no Brasil?

A do The Bachelor ( O solteirão) é parecida com a original, mas as outras duas parecem diferentes. Espero que os leitores gostem delas, pois é uma das razões que levam um leitor experimentar a um livro de autor desconhecido!

11 – Qual é o melhor jeito para nos aproximarmos de um homem tão incrível como um dos irmãos Chandler? Algum conselho?

Sorria!! Sorria e seja amigável, e seja real. Seja você!

12- Algum recado para o público brasileiro?

Obrigada, obrigada, muito obrigada por amarem os meus livros! Eu realmente gosto de ter notícias de vocês que conhecem e curtem o meu trabalho. 🙂

 

*****

 

Autora best-seller do NY Times e do USA Today, Carly Phillips já escreveu mais de 30 romances com personagens contemporâneos com os quais os leitores se identificam. Ela é escritora, “tricotadora”, esposa e mãe de duas filhas (uma de 15 e outra de quase 20 anos!) e dois cachorros loucos (Brady e Bailey). Ela também é viciada em internet e Twitter e sempre está disponível para interagir com seus leitores. Carly vive em Purchase, New York, e adoraria que você a seguisse na internet!

Encontre Carly na internet:

Carly’s Website – www.carlyphillips.com

Carly on Twitter – www.twitter.com/carlyphillips

Carly on Facebook – www.facebook.com/carlyphillipsfanpage

4 Comentários

Arquivado em Carly Phillips, Entrevista, O bom partido, O canalha, O solteirão

Resultado da Promoção

A vencedora da Promoção Patricia Cabot foi Márcia Martins. Parabéns !!!

Em breve entraremos em contato por e-mail.

3 Comentários

Arquivado em Patricia Cabot, Promoção

Promoção Patricia Cabot

Para comemorar o aniversário de um mês do blog, vamos sortear todos os livros da Patricia Cabot no selo Essência. Para participar basta curtir a página do blog no Facebook e preencher o formulário abaixo. O sorteio acontece na próxima quarta-feira, dia 11/01.

 

 

 

 

 

Participem !!!

Formulário:

25 Comentários

Arquivado em Patricia Cabot, Promoção

Dicas Essência

Janeiro é o momento de descansar, relaxar e pensar no ano que se inicia. Conhecido como o mês da transformação e da mudança, este é o momento de renovar as energias e planejar um ano repleto de realizações e boas leituras. Pensando nisso, o Blog Essência selecionou dicas para curtir as férias na melhor companhia.

Mães em guerra de Jill Kargman

 Toda mãe é capaz de cometer loucuras pelo bem de seu filho. Mas o que fazer quando a loucura vira o normal? Ao mudar-se para um dos bairros mais elegantes de Nova York com o marido Josh e a filha Violet, de dois anos, Hannah Allen se vê não só diante de um estilo de vida totalmente diferente do seu como no meio de uma verdadeira guerra de mães. Por trás da aparência de bonequinhas de luxo, suas novas vizinhas revelam-se beeem cruéis, prontas para destruir qualquer uma que represente a ameaça de ser uma mãe “melhor” do que elas.
Neste livro, Jill Kargman aposta em um novo gênero que vem conquistando fãs no mundo inteiro – o mom lit. Seguindo o ritmo de Sex and the City e Bridget Jones, só que com protagonistas-mães, o romance teve seus direitos vendidos para oito países, além do Brasil.

Eu pego esse homem de Valerie Frankel

 

Aos 23 anos, Penny Bracket vive a pior experiência de sua vida: minutos antes do casamento, recebe um bilhete de seu noivo Bram terminando tudo. Enquanto Penny se consola no ombro de sua melhor amiga e a organizadora da cerimônia tenta salvar o que pode da recepção, sua mãe Esther não perde tempo. Sobe até a suíte nupcial e, ao flagrar Bram fazendo as malas, acerta sua cabeça com a garrafa de champanhe que estava à espera dos pombinhos e o sequestra. Será que Bram conseguirá escapar, e com vida? Será que Penny descobrirá que ele está preso no sótão de sua casa? E, se encontrá-lo, se aliará à mãe na vingança ou acabará perdoando ex-futuro-noivo?

A rosa do inverno de Patricia Cabot

Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward Rawlings enlouquece com a sensualidade de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões além de mudar-se, pelo bem de seu sobrinho, para a mansão dos Rawlings na Inglaterra. No entanto, ao chegar lá, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?

 

 

9 Comentários

Arquivado em Dicas, Literatura

Feliz 2012!

2012!!

O ano de 2012 chegou, e nós da Editora Planeta desejamos um Feliz Ano Novo para todos, com muitas realizações, paz, alegrias e muitos livros!

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria